Blog...Þarte ðe M¡m


Spirit

RELEVO
Spirit
 

Percorro com os dedos o busto já esculpido,
Ladeando toda a encosta de teu seio
Demarcando todo o terreno percorrido
E parando no vale de teus peitos, bem no meio.

 

Subo a escarpa rumo ao ponto culminante,
Atingindo teus mamilos enrijecidos,
Que sugo tomado por desejo alucinante,
Tateando tua pele, te arrancando gemidos.

 

E eu brinco com o dorso de tua topografia
Meu dedo por tua espinha desce ligeiro
Esquiando até o centro de tua bacia
Para depois perder-se em teu desfiladeiro.

 

Caminho agora por tua superfície,
Ao vale de teu corpo chego sedento
Então bebo d¿água do rio de tua planície
Saciando a sede neste momento.

 

E na gruta em que me encontro agora
Sugo do néctar que escorre em cascata
E vou correndo ávido, sem demora,
Adentrando e explorando tua mata.

 

Senhor do teu corpo, mapeio teu relevo.
E tomado por uma vontade quase louca,
Tomo esta propriedade e, sem saber se devo,
Me atiro na cratera formada por tua boca.



Postado por: Þarte ðe M¡m às 08h02
| envie esta mensagem



A lingua girava no céus da boca

A língua girava no céu da boca. Girava! Eram duas bocas, no céu único.

 

O sexo desprendera-se de sua fundação, errante imprimia-nos seus traços de cobre. Eu, ela, elaeu.

 

Os dois nos movíamos possuídos, trespassados, eleu. A posse não resultava de ação e doação, nem nos somava. Consumia-nos em piscina de aniquilamento. Soltos, fálus e vulva no espaço cristalino, vulva e fálus em fogo, em núpcia, emancipados de nós.

 

A custo nossos corpos, içados do gelatinoso jazigo, se restituíram à consciência. O sexo reintegrou-se. A vida repontou: a vida menor.


do livroO amor natural”- Carlos Drummond de Andrade



Postado por: Þarte ðe M¡m às 07h22
| envie esta mensagem



Eu te proponho...Ana €!¡sa

Eu te proponho
Ana €!¡sa


 
 
Te proponho...
Trégua...
Intimidade
Intensidade.


 
Como explicar esse fogo que me consome, só em te ler...
Explicar os calafrios que nem os sussurros mais íntimos me deixaram padecer
Sem ter tua voz a aquecer meu ego
Tuas mãos na minha pele...
Explicações...Indagações.


 
E, quando à noite te espero...
Te procuro
Você chega e não vem
Vem de mãos vazias...sei que de coração cheio
Porém...preso
Distante.


 
Sei que teu corpo me pertence, assim como sou tua...
Te pertenço em alma...
Pele e coração.
Meu corpo só sucumbe ao teu toque
Tuas mãos...teu timbre...
Tua posse é tão forte, que não precisas estar.

 
Nosso desejo é oculto...lascivo
Permanente.
Te permito todos os atalhos para que chegues ao prazer total
Ao limite do gozo evidente.
Me permito ser devassa..
Permito tudo...
Te permito tudo.


 
Vem...
Esqueça o passado
Faremos um novo presente...
Pensando no futuro.
Travaremos guerra de travesseiros
Brincando como crianças
Amando com adultos.


 
Vem
Traga com você,  toda tua volúpia...
Teu desejo como um vulcão em erupção.
Vem, com tuas mãos atrevidas...
Tua boca faminta.


 
Vem ser feliz.
Deite-se no meu peito quente
Permitindo a posse tranqüila.


 
Vem...
Desnudar minha pele
Conhecer e perder-se na minha mata
Aquecer e suar teu corpo.


 
Te prometo...
Ser tua
Absolutamente tua.


 
Vem!!
Te quero...
Te espero.


 
Eu te proponho...você aceita??

Ana €!¡sa



Postado por: Þarte ðe M¡m às 10h42
| envie esta mensagem



Imperfeita...Ana €!¡sa

Imperfeita
Ana €!¡sa


 
 
Senti um calafrio gostoso ao te ver entrar
Lembrei tantas palavras doces do teu linguajar
Lembrei-me de tantas vezes, querendo me amar.
Tantas e tantas fugas...e você a esperar.


 
Mas hoje, decidi, eu te esperar.
Decidi que queria amar...sentir teu corpo aquecer
Pedir
Arrepiar-se
E, quem sabe, até implorar.


 
Você sorriu...
O olhar segredou os desejos
As mãos afagaram e se colocaram nas minhas.


 
Num ímpeto de desejo...Coloquei-me a seu dispor
Pedi que tocasse meu corpo
Apreciasse e matasse minhas vontades
Pedi que, devagar e suavemente, possuísse meu ser...
Invadisse minha alma...Fazendo-me mulher.


 
Mulher de vontades...
Desejos...
Mulher de saudades.


 
E você fez, fez até muito mais.
Extasiou meu corpo...
Invadiu meu centro.
Entregou-se as volúpias do querer
Fez-se homem, de querências.
Inebriou minha pele
Suou nossos corpos
Derramou o mel, sem pressa.
Sentiu o gosto e cheiro da doce paixão.


 
Passeou em todas as minhas imperfeições
Sentiu e entregou-se.


 
Deslizou teu corpo no meu...
Sentindo cada calafrio que provocava.


 
Permitiu-se o descanso
Afagou o corpo cansado
Deixou-se relaxar.


 
Em momentos de intenso prazer...
Sentimos a doce agonia do bem querer
Sem compromissos...sem cobranças.


 
O acaso nos deixou inertes...
Insanos...
Infinitamente felizes.

Ana €!¡sa



Postado por: Þarte ðe M¡m às 10h34
| envie esta mensagem



Olá...

Hoje postando alguns poemas meus mais antigos...

E imagens do artista Louis Royo, que gosto muito...

Beijo

Þarte ðe M¡m



Postado por: Þarte ðe M¡m às 10h27
| envie esta mensagem



Sedução ...Ana €!¡sa

 Sedução
Ana €!¡sa


 
Teu corpo em suor...em tom de sol
Exalando sensualidade...
Sexualidade forte.


 
Em cada gota...em todas as gotas.
E eu seca...e presa...em teu suor...
Afoita...
Do teu sabor...
Teu cheiro.
Bêbada...
Louca...
Sedutoramente absorta em você
Tomada e despreparada...
Despudorada.
As marcas de sedução...tão claras.


 
E desestruturei minhas defesas
Tentei te manter a distância
Mas...você manteve-se impassível...
 À espera.
À espreita.


 
Mais uma vez...
Prazerosamente mais uma vez
Invadi teu corpo
Delimitei teus espaços
Percorri tua sedução
Desvendei os caminhos mais secretos...
Ocupei os vãos e frestas...
Te possui em total despudor.


 
Senti teu gosto e sabor
Em delirantes e curtos espaços
Previ tua inquietude...em cada gesto
Interrompi teus arroubos mais loucos
E te dei paz.


 
A onda do mar...
O sol forte...poente
O sal da água...
Colorindo teu corpo pecador
Deliciosamente sedutor...
E eu...esperando você chegar.


 
E quando você chegou...
Fez com que eu sentisse cada parte de você...
Dos teus pecados.
Dos teus intentos.
Sorvi um a um...
Passo a passo
Com lábios ávidos...
Loucos...
Lentos...
Sentindo o agridoce do prazer.

Ana €!¡sa



Postado por: Þarte ðe M¡m às 09h59
| envie esta mensagem



Fogo da Paixão...Ana €!¡sa

Fogo da Paixão
Ana €!¡sa


 
Vem...Deite-se...
Estenda teu corpo cansado nos lençóis...
Coloque teu cheiro na maciez do branco
Estique-se e deixe o teu calor marcado.
Percorra com suavidade e torpor a luz que se faz.
Velas perfumadas, óleos e sais de banho...
A nosso dispor.


 
Completamente absorta...Observo-te.
Absorvo-te...
Respiro o ar, sensual,  que sai de você.


 
Vem, e traga teu sorriso...
Traga tua suave vulgaridade.
Deixe que teu lado animal extravase.
Seduza-me lentamente...
Com cuidados de um lobo...
Com a força de um tigre...
E a delicadeza de um gato.
Seduza-me com paixão...
Com volúpia.


 
Deite-se...
Agora no meu abraço...No meu afago...
Deleite-se em mim...
Deixe que eu te seduza...E te conduza.
Afogue tua respiração em meu peito
Delicie-se no meu corpo.


 
Vem...
Sou prisioneira de nossa paixão...
De nossos deleites...
Do nosso fogo...Ardente.


 
Com teu corpo largado em meus braços...
Nu...Gostosamente nu...
Despudorado.


 
Acaricio teu tórax...
Lentamente...Maliciosamente.
Sofregamente, lambo tua pele...
Sinto teu cheiro...
E escuto teu coração
Descompassado
Acelerado
Humm...Safado.


 
Vem!!

Ana €!¡sa



Postado por: Þarte ðe M¡m às 09h55
| envie esta mensagem


.:: Blog...Þarte ðe M¡m ::.

 





UOL


.::Sonhando::.


Þarte ðe M¡m
Ana €!¡sa

Uma parte de mim debruça na janela
Contempla as estrelas
Sonha de olhos abertos
Espera encantada a manhã chegar.

A outra parte deita na cama à tua espera...
Desmancha os lençóis
Sussurra desejos
Invade teu sono.

Uma metade de mim suspira pelos cantos...
A outra, se perde no teu corpo
Uma...se joga e enlaça tua pele...
Carente e docemente sensual
A outra...Pula no teu pescoço...
Lambe teu tórax...
Expõe as vontades.

Uma metade de mim viaja enlevada pela luz da lua
A outra, faz da lua, cúmplice dos pecados.

Parte de mim...sedutora e atrevida
Murmura vulgaridades
Se submete aos teus caprichos de amante.
A outra parte perde o sono...
Para ficar te olhando dormir.

Metade de mim fecha os olhos e sonha teus beijos
Sonha amor e paixão
A outra metade...procura tua boca
Suga tua língua
Satisfaz teu tesão.

Parte de mim...te ama
A outra parte...
Ah!! Essa te ama mais ainda.






.::Traduzir-se::.




Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta
outra parte
se espanta

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte??
será arte??





.:: Histórico ::.

10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007



Não quero outro olhar
nem outra boca
muito menos outro beijo
também não quero outra mão
outra carícia
minha saudade é específica..
. quero você, meu desejo...



.:: Links de Poemas e Poesias ::.

Ana €!¡sa Poes¡as
Simplesmente Ana...
Simples Ana
Olhando Estrelas
ð¡n
Juliana Poesias
Blog de Pensamento Liberal
Pensamento Liberal


.:: Links de Músicas ::.

†Annihilator†

"Adoro aquela indecisão
deliciosa
que teu corpo fica...
no vai e vem
vem e vai
vai
vem
ai, fica..."

Ana €!¡sa





.:: Votação ::.

Dê uma nota para meu blog


...meu destino é ser tua
hoje eu sei disso...
descobri
no exato momento
do teu toque...




.:: Indicação ::.

Clique aqui para me indicar










"...ontem à noite
sonhei de corpo inteiro
– acordei com teu cheiro"

Alonso Alvarez

 



...hoje eu só precisava sentir teu hálito na minha nuca
sentir tuas mãos possessivas querendo meu corpo
tua tempestuosidade atingir minhas vontades
sentir tua boca percorrer o caminho que é teu...
pois eu sou feita de partes e cada parte de mim é feita para você...

Þarte ðe M¡m




...Você é um amor para recordar
Para reencontrar...
Em qualquer tempo
Em qualquer lugar...



.:: Meu e-mail ::.


E-mail


Imagens, textos, poemas e poesias são copiados da Net, respeitando-se os autores... Se algum texto ou imagem estiver sem e você souber a autoria, escreva e serão creditados...
Obrigada...
Þarte ðe m¡m








Que importa se a distância estende entre nós léguas e léguas
Que importa se existe entre nós muitas montanhas?
O mesmo céu nos cobre
E a mesma terra Iiga nossos pés.
No céu e na terra é tua carne que palpita
Em tudo eu sinto o teu olhar se desdobrando
Na carícia violenta do teu beijo.
Que importa a distância e que importa a montanha
Se tu és a extensão da carne
Sempre presente?

Drumond




"A mesma chama que o vento apaga
volta a se acender pela carícia do sopro suave
porque não há um orgasmo que
ponha fim ao desejo"

Bachelard




eu quero sentir o gosto dos seus lábios
e guardar o sabor desse sonho
eu quero mergulhar nos seus olhos
e beber cada gota desse olhar
eu quero sentir a sua pele
e tocar na sua alma
eu quero parar de escrever
e viver
...da...




Despe-me
ou deixa que eu me dispa
e depois veste-me
pouco a pouco
de carícias...
...ad...




''Sou mansa...
entretanto minha ânsia de viver é feroz''

Clarice Lispector



Segunda, me inflamo.
Terça, te amo..
Quarta, te vejo..
Quinta, te desejo..
Sexta, te quero..
Sábado, te espero..
Domingo, te sonho..

.......

E quando longe de ti,.
só para ti, componho..

J.G de Araújo Jorge





Por ti deixei meu reino meu segredo
Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso

Cá fora à luz sem véu do dia duro
Sem os espelhos vi que estava nua
E ao descampado se chamava tempo

Por isso com teus gestos me vestiste
E aprendi a viver em pleno vento

Sophia de Mello Breyner Andresen




 



..ahhh, sofreguidão que você me deixa quando me toma nos braços...
enlaça minha pele de uma maneira única...
marca e deixa vestígios imensuráveis...
aperta e prende...
abraça e beija o intimo desejo de nós dois...
e, assim lânguida me disponho em tuas mãos...
presa inconfessável nesse sonho infindo...

Þarte ðe M¡m