Blog...Þarte ðe M¡m


...saudade grande de todas as tuas partes em mim...



Postado por: Þarte ðe M¡m às 12h00
| envie esta mensagem



Afinidade...

Afinidade é um dos poucos sentimentos que resistem ao Tempo e ao Depois
 


A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos.
É o mais independente.

 

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro
retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto
no exato ponto em que foi interrompido.

 

Afinidade é não haver tempo mediando a vida.
É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo para o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.

 

Ter afinidade é muito raro.
Mas quando existe não precisa de códigos
verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento,
irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar
a um não afim, sai simples e claro diante
de alguém com quem você tem afinidade.

 

Afinidade é ficar longe pensando parecido a
respeito dos mesmos fatos que impressionam,
comovem ou mobilizam. É ficar conversando
sem trocar palavras. É receber o que vem do
outro com aceitação anterior ao entendimento.

 

Afinidade é sentir com. Nem sentir contra,
nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente,
mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado,
não para eles próprios.

 

Sentir com é não ter necessidade de explicar
o que está sentindo. É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando é falar,
jamais explicar: apenas afirmar.

 

Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar.

 

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio, tanto nas possibilidades
exercidas quanto das impossibilidade vividas.

 

Afinidade é retomar a relação no ponto em que
parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser,
cada vez mais a expressão do outro sob a
forma ampliada do eu individual aprimorado.

 

 

Arthur da Távola



Postado por: Þarte ðe M¡m às 08h32
| envie esta mensagem



Amor Clandestino...

Sonhei com você esta noite,
antigamente, somente sonhava acordado,
atualmente, até dormindo não consigo esquecer sua imagem.
As alvas flores resplandeciam os campos,
e entre elas, nos beijávamos intensamente.
Nossos corações combalidos,
pareciam querer saltar pela boca.
Você me provocava e me desejava ardentemente,
a ponto de não conseguirmos mais aprisionar nossa libido.
E nos verdes prados, nos amamos várias vezes!
Toda sensual, você me conduzia aos delírios,
fazendo meu néctar preencher suas entranhas.
Suavemente, eu acariciava seu rosto,
falando baixinho em seus ouvidos
as mais belas palavras de amor,
palavras que afluíam das profundezas do coração.
Com seu jeito todo especial,
você sorria carinhosamente,
Aturdindo meus emotivos e humanos instintos,
aqueles com que a natureza me presenteou.
Foi um sonho do qual eu jamais gostaria de acordar,
estávamos entregues ao paraíso, de forma pura e intensa.
Quando acordei, almejei voltar a dormir,
desejando sonhar eternamente conosco.
Mas infelizmente não era mais possível!
De toda forma,
estas imagens jamais irão sair de minha memória!
Carregarei-as comigo por toda a eternidade,
sonhando e almejando que um dia,
Tudo venha se tornar realidade!

 

André Prado



Postado por: Þarte ðe M¡m às 08h30
| envie esta mensagem


.:: Blog...Þarte ðe M¡m ::.

 





UOL


.::Sonhando::.


Þarte ðe M¡m
Ana €!¡sa

Uma parte de mim debruça na janela
Contempla as estrelas
Sonha de olhos abertos
Espera encantada a manhã chegar.

A outra parte deita na cama à tua espera...
Desmancha os lençóis
Sussurra desejos
Invade teu sono.

Uma metade de mim suspira pelos cantos...
A outra, se perde no teu corpo
Uma...se joga e enlaça tua pele...
Carente e docemente sensual
A outra...Pula no teu pescoço...
Lambe teu tórax...
Expõe as vontades.

Uma metade de mim viaja enlevada pela luz da lua
A outra, faz da lua, cúmplice dos pecados.

Parte de mim...sedutora e atrevida
Murmura vulgaridades
Se submete aos teus caprichos de amante.
A outra parte perde o sono...
Para ficar te olhando dormir.

Metade de mim fecha os olhos e sonha teus beijos
Sonha amor e paixão
A outra metade...procura tua boca
Suga tua língua
Satisfaz teu tesão.

Parte de mim...te ama
A outra parte...
Ah!! Essa te ama mais ainda.






.::Traduzir-se::.




Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta
outra parte
se espanta

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte??
será arte??





.:: Histórico ::.

10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007



Não quero outro olhar
nem outra boca
muito menos outro beijo
também não quero outra mão
outra carícia
minha saudade é específica..
. quero você, meu desejo...



.:: Links de Poemas e Poesias ::.

Ana €!¡sa Poes¡as
Simplesmente Ana...
Simples Ana
Olhando Estrelas
ð¡n
Juliana Poesias
Blog de Pensamento Liberal
Pensamento Liberal


.:: Links de Músicas ::.

†Annihilator†

"Adoro aquela indecisão
deliciosa
que teu corpo fica...
no vai e vem
vem e vai
vai
vem
ai, fica..."

Ana €!¡sa





.:: Votação ::.

Dê uma nota para meu blog


...meu destino é ser tua
hoje eu sei disso...
descobri
no exato momento
do teu toque...




.:: Indicação ::.

Clique aqui para me indicar










"...ontem à noite
sonhei de corpo inteiro
– acordei com teu cheiro"

Alonso Alvarez

 



...hoje eu só precisava sentir teu hálito na minha nuca
sentir tuas mãos possessivas querendo meu corpo
tua tempestuosidade atingir minhas vontades
sentir tua boca percorrer o caminho que é teu...
pois eu sou feita de partes e cada parte de mim é feita para você...

Þarte ðe M¡m




...Você é um amor para recordar
Para reencontrar...
Em qualquer tempo
Em qualquer lugar...



.:: Meu e-mail ::.


E-mail


Imagens, textos, poemas e poesias são copiados da Net, respeitando-se os autores... Se algum texto ou imagem estiver sem e você souber a autoria, escreva e serão creditados...
Obrigada...
Þarte ðe m¡m








Que importa se a distância estende entre nós léguas e léguas
Que importa se existe entre nós muitas montanhas?
O mesmo céu nos cobre
E a mesma terra Iiga nossos pés.
No céu e na terra é tua carne que palpita
Em tudo eu sinto o teu olhar se desdobrando
Na carícia violenta do teu beijo.
Que importa a distância e que importa a montanha
Se tu és a extensão da carne
Sempre presente?

Drumond




"A mesma chama que o vento apaga
volta a se acender pela carícia do sopro suave
porque não há um orgasmo que
ponha fim ao desejo"

Bachelard




eu quero sentir o gosto dos seus lábios
e guardar o sabor desse sonho
eu quero mergulhar nos seus olhos
e beber cada gota desse olhar
eu quero sentir a sua pele
e tocar na sua alma
eu quero parar de escrever
e viver
...da...




Despe-me
ou deixa que eu me dispa
e depois veste-me
pouco a pouco
de carícias...
...ad...




''Sou mansa...
entretanto minha ânsia de viver é feroz''

Clarice Lispector



Segunda, me inflamo.
Terça, te amo..
Quarta, te vejo..
Quinta, te desejo..
Sexta, te quero..
Sábado, te espero..
Domingo, te sonho..

.......

E quando longe de ti,.
só para ti, componho..

J.G de Araújo Jorge





Por ti deixei meu reino meu segredo
Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso

Cá fora à luz sem véu do dia duro
Sem os espelhos vi que estava nua
E ao descampado se chamava tempo

Por isso com teus gestos me vestiste
E aprendi a viver em pleno vento

Sophia de Mello Breyner Andresen




 



..ahhh, sofreguidão que você me deixa quando me toma nos braços...
enlaça minha pele de uma maneira única...
marca e deixa vestígios imensuráveis...
aperta e prende...
abraça e beija o intimo desejo de nós dois...
e, assim lânguida me disponho em tuas mãos...
presa inconfessável nesse sonho infindo...

Þarte ðe M¡m