Blog...Þarte ðe M¡m


Amor...

 

Amemos! Quero de amor
Viver no teu coração!
Sofrer e amar essa dor
Que desmaia de paixão!
Na tu'alma, em teus encantos
E na tua palidez
E nos teus ardentes prantos
Suspirar de languidez!
 

Quero em teus lábios beber
Os teus amores do céu,
Quero em teu seio morrer
No enlevo do seio teu!
Quero viver d'esperança,
Quero tremer e sentir!
Na tua cheirosa trança
Quero sonhar e dormir!
 

Vem, anjo, minha donzela,
Minha'alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a viração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor!
 

Álvares de Azevedo



Postado por: Þarte ðe M¡m às 11h18
| envie esta mensagem



Beijo eterno

Quero um beijo sem fim,
Que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue. Acalma-o com teu beijo,
Beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor
Do mundo, e beija-me, querida!
Vive só para mim, só para a minha vida,
Só para o meu amor!


Fora, repouse em paz
Dormindo em calmo sono a calma natureza,
Ou se debata, das tormentas presa,
Beija inda mais!
E, enquanto o brando calor
Sinto em meu peito de teu seio,
Nossas bocas febris se unam com o mesmo anseio,
Com o mesmo ardente amor!
...

Diz tua boca: "Vem!"
Inda mais! diz a minha, a soluçar... Exclama
Todo o meu corpo que o teu corpo chama:
"Morde também!"
Ai! morde! que doce é a dor
Que me entra as carnes, e as tortura!
Beija mais! morde mais! que eu morra de ventura,
Morto por teu amor!


Quero um beijo sem fim,
Que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue: acalma-o com teu beijo!
Beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor
Do mundo, e beija-me, querida!
Vive só para mim, só para a minha vida,
Só para o meu amor!

 

Castro Alves



Postado por: Þarte ðe M¡m às 11h14
| envie esta mensagem



Óleo...

...estou agora com um frasco de um óleo perfumado e delicioso, esperando você chegar para abrir...

...não demore, meu desejo....



Postado por: Þarte ðe M¡m às 10h53
| envie esta mensagem



Vem...

Vem

 

Vem...
Aninhe-se nos meus sonhos, nossos anseios...
Mergulhe  nos desejos de corpos
Queime pele e flua liquídos...
Chame e clame...
Aproxime-se devagar...
Bombardeie de fogo nosso querer...

 

Vem...
Perder-se nos lençóis
Desarrumar a cama...
Descobrir todos os segredos de "estar vivo"...

 

Vem...
Sufocar a paixão que nos entrega um ao outro...
Provocar sensações...
Ganhar liberdade...
Sucumbir ao prazer que você me dá...

 

Vem...
Ser cúmplice, amante, amigo...
Vem, apenas...
Ser feliz ao meu lado.

 

 

Te esperando...

 

Þarte ðe M¡m

27-05-2008



Postado por: Þarte ðe M¡m às 15h58
| envie esta mensagem



Eu, ou meus, antigamente...rss

Um véu no meu olhar
Ana €!¡sa

 

 Vestida em véus...
Inebriantes
Transparentes
Coloridos
Leves...
Leves para passear em tua face...

Cobrir teus olhos, e mesmo assim, poder visualizar meus passos. Alguns são espessos...
Espessos, para que possam cobrir a nudez.
E ainda, delineando as formas. São sedutores...
Sedutores, para te fazer imaginar...
Sonhar
Desfalecer
Perder o ar...

Sorrir. Véus que passeiam na tua pele
Deslizam...
Ficam presos nos suores.
Véus que param na sedução
Transparentes véus
Que escondem e insinuam. Um véu no meu olhar

Transparente véu
Para cobrir teus lábios e desnudar com os meus...
E beijar tua boca entre véus. Véus...que cobrem meu corpo
Que desnudam os seus
Que passeiam por nossos corpos
Em delírios de amor
Brincadeiras sutis
Loucuras na paixão
E nos desejos deixar marcas de mel.

 

Entorpecida de Prazer
Ana €!¡sa

 

A porta se fecha...lentamente
Teu cheiro e perfume permanecem no ar
Tuas mãos e corpo parecem ainda estar em mim
Extasiada e sem forças.
Entorpecida.
Assim você me deixou...Deixa-me...Sempre.
 

Deitada...Em calafrios
Meu corpo não reage a vontade nenhuma...
Inércia...
Em total descompasso.
 

Teu cheiro...Invasor...Penetrante...insistente
Meu corpo marcado pelo teu
Assim me sinto...Assim estou.
 

Êxtase puro...Intenso.
Sem limites.


Abro os braços...Agora calmamente
Acaricio a maciez do lençol
Sinto a textura...A umidade...
Pareço sentir a explosão que se fez
Os gritos
O tesão
As vontades...Sendo satisfeitas
Os desejos e loucuras a cada segundo em nós dois
 

Olho a porta fechada
O corpo arrepia mais uma vez
Viro o corpo
Cansada...
Sinto-me desfalecer...
Lágrimas brotam dos olhos...
Aperto o travesseiro
Sorrio
Fecho os olhos...
Espero-te...
Mais uma vez...
Amanhã.

 

À Flor da Pele
Ana €!¡sa

 

Um desenho na mente
A euforia depois de uma noite de amor
A sedução dos gestos...
Palavras...
Atos e ações.
 

O corpo arrepiado em prazer indescritível
A pele sentindo as emoções do teu olhar...
Do toque das tuas mãos...
A respiração ofegante...
Inebriante
Pulsação em disparada...
Descontrolada.
 

Parada e sem forças...
O corpo mole...As pernas bambas
Os sentidos todos voltados para você
Meus pensamentos...Nem sei onde estão.
Apenas os sinto...
Sei que estou viva.
 

O corpo teso e arrepiado
Sensações diversas...intensas
Parecendo ter você...Mais uma vez
Preso em mim...
Calafrios
Suspiros inaudíveis
Cheiro da tua pele suada.
 

Percorro com o olhar...Outra vez...
Abraço meu corpo
Fecho os olhos
Meus lábios sorriem
Paz...
Tranqüilidade

 

Acalento
Ana €!¡sa

 

Madrugada...
Úmida e fria.
 

Distante...
Escura...
Silenciosa.
 

Abri os olhos...Devagar...
Fixei na penumbra.
Fechei-os novamente e te trouxe
Senti teu corpo...
Teu calor...
Teu jeito menino...
Tua força.
 

E, senti a distância...
O vazio do olhar...
A solidão da presença.
A falta do abraço...
Do calor.
 

Fechei os olhos, com mais força...
E você continuava ali...
Próximo...
O calor do corpo...
A presença marcante...
O olhar de desejo...
A boca, querendo e pedindo a minha...
E me senti sozinha.
Absolutamente sozinha.
 

Desistindo
Abri os olhos...Lentamente...
Procurei teus lábios...
Teu sorriso.
Você.
 

Encontrei...
Teu olhar indeciso...indagador
Teus lábios entreabertos...
Teu corpo teso.
 

Lentamente fui fechando os olhos...
Encolhendo o afeto...
Deixando de lado a espera...
O acalento
O ninar.
 

Se te deixei partir...
Deixo-te sonhar.
 

Se me permiti...
Permito-te também.
 

Olhos fechados...
Um sorriso nos lábios
E te vi  sair
Simplesmente partir.

 

Desejos
Ana €!¡sa

 

Tua voz sussurrando desejo e vontades
Querendo invadir
Esperando o momento...

 

A porta se fecha às nossas costas
Teu olhar incendeia...
Encanta e seduz.
Tua boca se abre em sedução.
Tuas mãos prendem meu corpo, com força...
Empurram-me de encontro a madeira
Teu corpo...Tesa e prensa.

 

Arrepios...
Calafrios...
Doces e intensos desejos afloram
Tua língua passeia entre os vãos do tecido
Tuas mãos desabotoam os botões
Com pressa...
Em brasa.
Tuas pernas entram nas minhas...afastam
Tuas mãos puxam
Tua boca engole
Eu me sinto sucumbir ante tantos desejos..
Ansiosa espera
Tanto querer.

 

Nesse momento...
Os desejos já não têm dono...
Apenas tem pressa.
A pressa tem fogo...tem segredos
Tem caminhos e desvios.

 

Meu tesão tem nome...
Teu nome.
Meus segredos têm desejos...
Teus desejos.
Não me pertenço mais...
Sou tua.
Absoluta e unicamente...
Sensual e ardentemente...
Tua!!

 

Vem...meu homem...
Meu tesão...
Vem...meu querer...
Vem...
Meu desejo.

 

Ana €!¡sa



Postado por: Þarte ðe M¡m às 08h41
| envie esta mensagem


.:: Blog...Þarte ðe M¡m ::.

 





UOL


.::Sonhando::.


Þarte ðe M¡m
Ana €!¡sa

Uma parte de mim debruça na janela
Contempla as estrelas
Sonha de olhos abertos
Espera encantada a manhã chegar.

A outra parte deita na cama à tua espera...
Desmancha os lençóis
Sussurra desejos
Invade teu sono.

Uma metade de mim suspira pelos cantos...
A outra, se perde no teu corpo
Uma...se joga e enlaça tua pele...
Carente e docemente sensual
A outra...Pula no teu pescoço...
Lambe teu tórax...
Expõe as vontades.

Uma metade de mim viaja enlevada pela luz da lua
A outra, faz da lua, cúmplice dos pecados.

Parte de mim...sedutora e atrevida
Murmura vulgaridades
Se submete aos teus caprichos de amante.
A outra parte perde o sono...
Para ficar te olhando dormir.

Metade de mim fecha os olhos e sonha teus beijos
Sonha amor e paixão
A outra metade...procura tua boca
Suga tua língua
Satisfaz teu tesão.

Parte de mim...te ama
A outra parte...
Ah!! Essa te ama mais ainda.






.::Traduzir-se::.




Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta
outra parte
se espanta

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte??
será arte??





.:: Histórico ::.

10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007



Não quero outro olhar
nem outra boca
muito menos outro beijo
também não quero outra mão
outra carícia
minha saudade é específica..
. quero você, meu desejo...



.:: Links de Poemas e Poesias ::.

Ana €!¡sa Poes¡as
Simplesmente Ana...
Simples Ana
Olhando Estrelas
ð¡n
Juliana Poesias
Blog de Pensamento Liberal
Pensamento Liberal


.:: Links de Músicas ::.

†Annihilator†

"Adoro aquela indecisão
deliciosa
que teu corpo fica...
no vai e vem
vem e vai
vai
vem
ai, fica..."

Ana €!¡sa





.:: Votação ::.

Dê uma nota para meu blog


...meu destino é ser tua
hoje eu sei disso...
descobri
no exato momento
do teu toque...




.:: Indicação ::.

Clique aqui para me indicar










"...ontem à noite
sonhei de corpo inteiro
– acordei com teu cheiro"

Alonso Alvarez

 



...hoje eu só precisava sentir teu hálito na minha nuca
sentir tuas mãos possessivas querendo meu corpo
tua tempestuosidade atingir minhas vontades
sentir tua boca percorrer o caminho que é teu...
pois eu sou feita de partes e cada parte de mim é feita para você...

Þarte ðe M¡m




...Você é um amor para recordar
Para reencontrar...
Em qualquer tempo
Em qualquer lugar...



.:: Meu e-mail ::.


E-mail


Imagens, textos, poemas e poesias são copiados da Net, respeitando-se os autores... Se algum texto ou imagem estiver sem e você souber a autoria, escreva e serão creditados...
Obrigada...
Þarte ðe m¡m








Que importa se a distância estende entre nós léguas e léguas
Que importa se existe entre nós muitas montanhas?
O mesmo céu nos cobre
E a mesma terra Iiga nossos pés.
No céu e na terra é tua carne que palpita
Em tudo eu sinto o teu olhar se desdobrando
Na carícia violenta do teu beijo.
Que importa a distância e que importa a montanha
Se tu és a extensão da carne
Sempre presente?

Drumond




"A mesma chama que o vento apaga
volta a se acender pela carícia do sopro suave
porque não há um orgasmo que
ponha fim ao desejo"

Bachelard




eu quero sentir o gosto dos seus lábios
e guardar o sabor desse sonho
eu quero mergulhar nos seus olhos
e beber cada gota desse olhar
eu quero sentir a sua pele
e tocar na sua alma
eu quero parar de escrever
e viver
...da...




Despe-me
ou deixa que eu me dispa
e depois veste-me
pouco a pouco
de carícias...
...ad...




''Sou mansa...
entretanto minha ânsia de viver é feroz''

Clarice Lispector



Segunda, me inflamo.
Terça, te amo..
Quarta, te vejo..
Quinta, te desejo..
Sexta, te quero..
Sábado, te espero..
Domingo, te sonho..

.......

E quando longe de ti,.
só para ti, componho..

J.G de Araújo Jorge





Por ti deixei meu reino meu segredo
Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso

Cá fora à luz sem véu do dia duro
Sem os espelhos vi que estava nua
E ao descampado se chamava tempo

Por isso com teus gestos me vestiste
E aprendi a viver em pleno vento

Sophia de Mello Breyner Andresen




 



..ahhh, sofreguidão que você me deixa quando me toma nos braços...
enlaça minha pele de uma maneira única...
marca e deixa vestígios imensuráveis...
aperta e prende...
abraça e beija o intimo desejo de nós dois...
e, assim lânguida me disponho em tuas mãos...
presa inconfessável nesse sonho infindo...

Þarte ðe M¡m